Portada » Destaques » Toyota Corolla Touring Sports 2.0 HDF Luxury: golpe de autoridade

Toyota Corolla Touring Sports 2.0 HDF Luxury: golpe de autoridade

A nova Corolla Touring Sports 2.0 HDF é o mais recente membro da família Toyota. Potente e com uma componente ecológica bem definida, esta carrinha reflete o regresso de uma das designações mais populares do mercado automóvel. É mais uma aposta da marca nos híbridos, voltando a abdicar do gasóleo.

Já vai longe a data em que o Corolla (1966) chegou ao mercado pela primeira vez. Desde então o sucesso não mais parou até 2008, quando a Toyota decidiu “reformar” o modelo na Europa substituindo-o pelo Auris. Dez anos depois, e acreditando na força no nome Corolla, o segmento C da marca japonesa regressa às lides em três formatos distintos: cinco e quatro portas (sedan) e carrinha. Entre as três opções de motorização disponíveis, escolhemos para primeiro ensaio a este novo modelo, a carrinha equipada com o novo motor 2.0 litros híbrido que recebe a designação Hybrid Dynamic Force.

Com base na plataforma TNG-A (Toyota New Global Architecture) e utilizando o derivativo para modelos compactos da mesma GA-C, nasce uma geração que promete dar que falar num segmento que a Toyota tão bem conhece. Faz gala em oferecer um centro de gravidade 10 milímetros mais baixo, suspensão multibraços no eixo traseiro, carroçaria 60% mais rígida e peso mais leve, graças à utilização de alumínio e aço de alta resistência.

Apelo estético

Com estes atributos, a Corolla Touring Sports apresenta a mesma secção dianteira que a berlina de cinco portas, com faróis em LED, novo desenho de jantes com rebordos que ajudam a aumentar a distância entre vias e uma secção traseira onde sobressaem os farolins na horizontal.

Lá dentro também é tudo novo. Destacam-se elementos como o painel de instrumentos digital de 7,0 polegadas, o ecrã tátil de 8,0″ flutuante no topo da consola central, os bancos de aspeto desportivo, que incluem metal nas estruturas dos encostos de cabeça, a consola minimalista, onde sobressai um módulo do ar condicionado funcional, o travão de mão elétrico e, ainda, diferentes tipos de materiais espalhados por todo o habitáculo que conferem a este novo modelo um aspeto de qualidade muito positivo.

Em termos de espaço, a nova plataforma permite-lhe ganhar 48 mm de área entre os bancos dianteiros e traseiros, enquanto a bagageira sobe aos 581 litros de volumetria. O banco traseiro rebate na proporção 40:60.

Novo “coração”

Entre as novidades, debaixo do capô encontra-se o já mencionado bloco 2.0 a gasolina VVT-i de 152 CV, associado a um motor elétrico com 109 CV e 202 Nm de binário e que é alimentado por uma bateria de hidretos metálicos de níquel. Em conjunto debitam 180 CV e 192 Nm de binário, devidamente geridos por uma caixa de velocidades CVT.
O resultado? O Corolla mais rápido da gama com aceleração dos 0 aos 100 km/h em 8,1 segundos, embora toda a sensação de velocidade seja apagada por uma subida de regime algo lenta e que só se transforma quando pisamos o acelerador a fundo. Aqui, temos mais velocidade, e também um pouco mais de ruído. E dizemos um ‘pouco mais’ porque a verdade é que a marca trabalhou muito bem este pormenor nesta opção mais potente, reforçando a quantidade de materiais isolantes na zona que divide o motor do habitáculo.
Percebe-se a diferença entre os três modos de condução, sendo que existe um puramente elétrico que consegue aproveitar a energia acumulada na bateria através das travagens e desacelerações para proporcionar dois quilómetros sem emissões. Já o modo Eco mantém a toada relaxada do Corolla, enquanto o Sport promete mais do que aquilo que consegue oferecer.
Para privilegiar a referida condução relaxada é preciso ter alguns cuidados, como por exemplo utilizar o cruise control sempre que possível para conseguir consumos mais reduzidos. Na prática, em cidade, onde o motor elétrico toma a rédea das ocorrências, este 2.0 consegue fazer a diferença face aos rivais a gasóleo. Já fora do perímetro urbano, o cenário é bem diferente… Em estrada e com pé leve, é possível manter consumos na ordem dos 7,2 l/100 km, mas com o pé mais pesado não é difícil chegar aos 9,5 l/100 km.

Quem sabe, sabe

Ao volante, o eixo dianteiro raramente é colocado em dificuldades pelo motor, mas nas curvas mais pronunciadas, a direção demasiado inerte leva a frente a alargar a trajetória mais do que o desejado. O pisar é trabalhador, impedindo que as irregularidades do asfalto incomode. Se o percurso for sinuoso, o Toyota é capaz de surpreender pela forma como se deixa levar, de forma premeditada e segura. Convincente como citadino, local onde se sente como peixe na água, e competente em autoestrada, o sucesso deste Corolla 2.0 HDF em Portugal será inferior ao da versão equipada com o motor 1.8 de 122 CV, também híbrido. Todavia, as diferenças entre a condução e desempenho de ambos, leva a balança a pender para o lado do nosso protagonista. É verdade que o preço (40.995 euros) pode ser um dos entraves, agora que se trata de um bom híbrido produzido por quem realmente sabe da matéria, isso não duvide.

CONCLUSÃO

A nova carrinha Toyota Corolla chega autoritária e bem alicerçada no nome que carrega. Mas não é apenas isso que faz dela um excelente produto familiar. O novo propulsor 2.0 HDF casa na perfeição com esta carroçaria e é uma evolução no desempenho de anteriores motores híbridos da marca, ruidosos e com uma condução, por vezes, pouco fluída. Neste caso, a batalha está ganha.

Texto Ricardo Carvalho / Fotos Paulo Calisto

Toyota Corolla Touring Sports 2.0 HDF Luxury

FICHA TÉCNICA

TIPO DE MOTORGasolina, 4 cilindros em linha, atmosférico
CILINDRADA1.987 cm3
POTÊNCIA152 CV às 6.000 rpm
BINÁRIO MÁXIMO190 Nm entre as 4.400 e as 5200 rpm
MOTOR ELÉTRICO
POTÊNCIA190 CV
BINÁRIO MÁXIMO202 Nm
POTÊNCIA TOTAL180 CV
V. MÁXIMA180 km/h
ACELERAÇÃO8,1 s (0 a 100 km/h)
CONSUMO (WLTP)5,3 l/100 km (misto)
EMISSÕES CO2 (WLTP)121 g/km
DIMENSÕES (C/L/A)4.650 / 1.790 / 1.435 mm
PNEUS225/40 R18
PESO1.445 kg
BAGAGEIRA581 l
PREÇO40.995 €
GAMA DESDE26.965 €
IUC204,21
LANÇAMENTOAbril de 2019

EQUIPAMENTO

SÉRIE Airbags frontais, laterais (dianteiros) e de cortina; airbags para os joelhos do condutor; controlos de estabilidade e tração; sistema de alerta de pré-colisão PCS; aviso de saída de faixa de rodagem; assistente de condução inteligente; reconhecimento de sinais de trânsito; assistente de máximos; cruise control adaptativo; alerta de fadiga; alerta de ângulo morto; modos de condução; Smart Enty & Start; abertura da mala c/ movimento de pé; bagageira elétrica; travão de mão elétrico; ar condicionado automático bizona; botão push start; retrovisores elétricos aquecidos e retráteis; sensores de luz e chuva; teto panorâmico; linha de escape dupla; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; sistema de estacionamento inteligente; câmara traseira; E-Call; luzes diurnas em LED; faróis de nevoeiro em LED; bancos desportivos; bancos dianteiros aquecidos; bancos traseiros aquecidos; volante multifunções com patilhas; sistema multimédia com ecrã de 8’’, ligação USB, Bluetooth, reconhecimento de voz e sistema Wifi; carregador sem fios; e jantes de liga leve de 18 polegadas.

OPCIONAIS Pintura metalizada (460 €); barras de tejadilho (225 €); suporte para tablet (62 €);caixa de refrigeração (129 €); alarme (511 €).

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook