Teste – Volkswagen Caddy Style “Move” 2.0 TDI – ADN do Golf

Ensaiámos em exclusivo a nova geração Caddy na sua versão de passageiros mais luxuosa. O Caddy Life fará mais sucesso em Portugal na versão de sete lugares, mas com cinco e motor 2.0 TDI de 122 CV é um verdadeiro Golf VIII com mais espaço em altura.

Lançado em 1978, o Volkswagen Caddy é, tal como o Golf, um dos pilares da marca de Wolfsburgo. Com a quinta geração a chegar ao mercado neste mês de janeiro, testamos a versão Style de passageiros (5 lugares) equipada com o motor 2.0 TDI de 122 CV, opção que se destaca pelo espaço interior e pela habitual versatilidade das portas traseiras deslizantes de um… furgão.

Plataforma MQB

À primeira vista fica a ideia de que muita coisa mudou. E é verdade. O Golf VIII, modelo com o qual partilha a plataforma transversal modular MQB, é o dador de praticamente todo o pacote tecnológico e não só: o Caddy 2020 não tem um único componente da quarta geração (lançada em 2015) que, na realidade, foi um “lavar de cara” da terceira geração de 2003.
Assim, o desenho é completamente novo. A aerodinâmica foi melhorada, passando do CX de 0.33 do antecessor para 0.30 nesta quinta geração. O tablier, com instrumentação digital (Digital Cockpit), é mais moderno do que o de muitas berlinas da nossa “praça”. Tudo foi pensado para fazer jus ao lema “luxo à frente, carga atrás”. E na prática funciona de forma convincente, pelo menos na versão em teste com o exclusivo nível de equipamento Style, ainda que em Portugal a marca vá direcionar a sua aposta no Life (versão intermédia; a entrada de gama tem a denominação de Caddy).

Igualmente novos são alguns dos extras que passam a fazer parte da lista de equipamento, casos do teto panorâmico (superfície vidrada de 1,4 m2), que não tem cortina para tapar, mas que a VW defende que o vidro UV é capaz de travar a entrada de calor e luz no habitáculo, do cruise control adaptativo, dos faróis dianteiros e traseiros em LED, do sistema de acesso e arranque sem chave ou das jantes de 18 polegadas.

Ainda no interior, realce para a utilização generosa de material isolante que acaba por criar um ambiente de suavidade e serenidade a bordo, mas também não é difícil entender que a insonorização de um Golf VIII a gasóleo é superior.

Confortável e… dinâmico

Debaixo do capô encontramos o motor Diesel 2.0 TDI de 122 CV acoplado a caixa manual de seis velocidades. Uma escolha que, não sendo um foguete (nem é isso que se pretende), se adapta muito bem ao caráter encorpado do Caddy. Fazendo uso dos 320 Nm de binário, disponíveis a partir das 1.600 rpm, este bloco proporciona uma condução relativamente despachada para um conjunto com bem mais de tonelada e meia de peso. Os consumos acompanham a tendência, e facilmente se conseguem rubricar registos na casa dos 7 l/100 km quando circulamos a velocidades de cruzeiro acima da média.

Tratando-se de um carro totalmente novo, não é de estranhar que este Caddy ofereça uma dinâmica mais evoluída. Onde o seu antecessor utilizava um eixo rígido, agora encontramos braços transversais com barra Panhard. Para além da dinâmica, a evolução na segurança é notória, contribuindo para uma estabilidade e manobrabilidade que antes não tinha e que o pode transformar num verdadeiro “devorador” de curvas. Neste sentido, o novo VW responde de forma perfeita quando pretendemos realizar uma condução rápida. A nova direção, mais precisa, também tem a sua quota-parte neste particular.

A partir daqui é aproveitar o espaço e a versatilidade deste tipo de carroçaria. As portas laterais deslizantes permitem um acesso imediato à segunda fila de bancos, no entanto, como estes não regulam, o espaço para as pernas de quem viaja atrás podia ser melhor. A bagageira, acedida a partir de um portão generoso, disponibiliza uns muito apelativos 1.213 litros, um valor bem superior ao de qualquer carrinha do mercado.

Texto: Ricardo Carvalho
Fotos: Paulo Calisto

FICHA TÉCNICA
VOLKSWAGEN CADDY STYLE “MOVE” 2.0 TDI 122 CV

TIPO DE MOTOR                    Diesel, 4 cilindros em linha, turbo
CILINDRADA                           1.968 cm3
POTÊNCIA                                122 CV entre as 2.750 e as 4.400 rpm
BINÁRIO MÁXIMO                320 Nm entre as 1.600 e as 2.500 rpm
VELOCIDADE MÁXIMA       187 km/h
ACELERAÇÃO                         11,2 s (0 a 100 km/h)
CONSUMO (WLTP)                 4,9 l/100 km (misto)
EMISSÕES CO2 (WLTP)           128 g/km
DIMENSÕES (C/L/A)               4.500 / 1.855 / 1.798 mm
PNEUS                                    215/55 R17
PESO                                       1.694 kg
BAGAGEIRA                           1.213-2.556 l
PREÇO                                    37.736 € (versão 7 lugares)
GAMA DESDE                         37.736 €
I.CIRCULAÇÃO (IUC)               224,93 €

Publicidade
ÚLTIMA EDIÇÃO
Lubrificantes Repsol
Publicidade