Portada » Ensaios » Teste – HYUNDAI KAUAI 1.6 CRDI 116 CV 4X2 PREMIUM – Cidade e não só

Teste – HYUNDAI KAUAI 1.6 CRDI 116 CV 4X2 PREMIUM – Cidade e não só

As versões Diesel do Kauai juntam, às suas reconhecidas aptidões, uma utilização mais económica convertendo-se na opção perfeita para aqueles que não pensam usá-lo apenas nos trajetos curtos do dia-a-dia. Conheça a variante menos potente do 1.6 CRDi.

Há ocasiões em que é impossível não nos tornarmos repetitivos, mas cada vez que chega (e testamos) um Diesel de última geração, não é fácil compreender a recente “cruzada” empreendida por algumas entidade e alguns lobbies contra este tipo de motores. O automóvel protagonista deste nosso teste é o exemplo perfeito.

Bem-nascido

Não há dúvida que o Hyundai Kauai é, atualmente, uma das opções mais atrativas dentro do competitivo segmento dos SUV urbanos. Do lado de fora encerra um certo ar aventureiro, com diferentes molduras plásticas distribuídas pelos para-choques, guarda-lamas e faróis. O exterior pode ser ainda complementado por um tejadilho de cor negra (opção), com barras horizontais integradas e jantes de 18 polegadas de desenho moderno e atrativo.

A “nossa” versão apresenta-se como a opção Diesel de entrada na gama. Recorre ao bloco 1.6 CRDi de 116 CV, surgindo associada ao nível de equipamento Premium, o único e mais competitivo, que conta com uma lista de elementos muito interessante, incluindo do ponto de vista da segurança. De salientar que a gama Kauai é proposta, ainda, com outra variante a gasóleo do mesmo motor com 136 CV e caixa automática de dupla embraiagem 7 DCT, de sete velocidades.

Uma vez no interior, percebemos o porquê do sucesso destes SUV compactos. Tanto o acesso como o espaço no habitáculo destacam-se pela positiva. Os dois lugares dianteiros são bastante amplos e é fácil sentirmo-nos confortáveis assim que nos sentamos. Atrás, e apesar do túnel central ser mais saliente do que o desejado, há espaço para três adultos, ainda que nas viagens mais longas seja melhor reduzir a lotação total a quatro ocupantes. Já a cota em altura é boa em qualquer dos lugares. Quanto à bagageira, os 361 litros acabam por ser um valor inferior ao de grande parte da concorrência, nomeadamente Renault Captur (377 litros), SEAT Arona (400) ou VW T-Roc (445). No fundo, talvez seja este o ponto mais débil do modelo coreano.

Entre os melhores

Sentados ao volante, o habitáculo sobressai pelos acabamentos e pela qualidade dos materiais. Neste aspeto, é dos melhores do segmento, mesmo não existindo um único plástico macio no tablier.
Além disso, o nível de equipamento Premium está bastante bem apetrechado (ver lista de equipamento), relegando apenas para a lista de opcionais elementos como o carregador móvel por indução, o Head-up display, o sistema de som Krell ou a navegação com atualizações gratuitas.
Curioso é o facto de, no meio de tanto dispositivo tecnológico, o travão de mão ser tradicional e não elétrico, como no Kauai EV. O ecrã multimédia está numa posição que podia ser melhorada (mais direcionado para o condutor) e a climatização é analógica. Conta com vários espaços porta-objetos, incluindo um para o telemóvel debaixo dos comandos do ar condicionado, especialmente prático.
Pressionado o botão de arranque, o Kauai Diesel revela-se um excelente rolador. Até com quatro adultos e respetivas bagagens transparece ser muito reativo, permitindo acelerar, sem ser um foguete, e manter velocidades cruzeiro mais elevadas com facilidade. Aqui, destaque para o reduzido ruído a bordo e para o conforto de marcha que permite percorrer longas tiradas sem que o condutor se sinta cansado.
No nosso caso, sem conseguirmos registar os anunciados de 4,9 l/100 km, foi possível realizar médias de 5,2 l/100 km, que chegaram aos 5,7 litros com o carro carregado. Números praticamente impossíveis de alcançar com um motor a gasolina.
Fora de estrada, o melhor será escolher sempre caminhos de bom piso, até porque a altura ao solo não é assim tão elevada e não existe tração integral.

Boa escolha

Só falta falar no preço. A versão Premium com o motor 1.6 CRDi de 116 CV custa 25.700 euros, um valor bem competitivo que é reforçado, como referimos, por um equipamento de série completo. Para além disso, e como vem sendo hábito neste segmento, a marca coreana propõe um leque de elementos de personalização (várias cores para o exterior, tejadilho e interior) que permitem ao utilizador criar uma proposta única e ainda mais completa.

Texto Iván Vicario Martín Fotos Paulo Calisto

FICHA TÉCNICA

HYUNDAI KAUAI 1.6 CRDI 116 CV 4X2 PREMIUM

TIPO DE MOTOR Diesel, 4 cilindros em linha, turbo

CILINDRADA 1.598 cm3

POTÊNCIA 115 CV às 4.000 rpm

BINÁRIO MÁXIMO 275 Nm entre as 2.000 e as 2.250 rpm

V. MÁXIMA 183 km/h

ACELERAÇÃO 10,7 (0 a 100 km/h)

CONSUMO 4,1 l/100 km (misto)

ENISSÕES CO2 109 g/km

DIMENSÕES (C/L/A) 4.165 / 1.800 / 1.550 mm

PNEUS 215/55 R17

PESO 1.318 kg

BAGAGEIRA 361-1.143 l

PREÇO 25.700 €

GAMA DESDE 20.160 €

I.CIRCULAÇÃO (IUC) 145,05 €

LANÇAMENTO Agosto de 2018

EQUIPAMENTO

SÉRIE

Airbags frontais, laterais (dianteiros) e de cortina; controlos de estabilidade e de tração; controlo de arranque em subida e descida; sistema de alerta de fadiga do condutor; sistema de manutenção à faixa de rodagem; sensor de pressão dos pneus; câmara de auxílio ao estacionamento traseira com linhas dinâmicas; sensores de estacionamento traseiros; alarme; ar condicionado automático; banco do condutor com ajuste elétrico do apoio lombar; cruise control com limitador de velocidade, volante multifunções; chave inteligente com botão de ignição; vidros elétricos; retrovisores exteriores aquecidos, faróis de halogéneo de acendimento automático; faróis de nevoeiro; luzes de circulação diurna de LED; computador de bordo com ecrã “Supervision Cluster” de 3,5″; sensores de chuva e luz; sistema multimédia com ecrã tátil de 7’’, entrada USB e Aux, Bluetooth e integração de smartphone Apple Carplay e Android Auto; e jantes de liga leve de 18 polegadas em dois tons.

OPCIONAIS

Pintura metalizada (390 €); interior pele/tecido vermelho (350 €); Pack Tech – inclui carregador sem fios para smartphone e Head Up Display (550 €); Pack Navi Premium – inclui travagem autónoma de emergência, ecrã tátil de 8″, navegação com atualizações gratuitas “Mapcare” e sistema de som Krell com 2 colunas adicionais (1.150 €).

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook