Portada » Destaques » Teste – HYUNDAI I30 FASTBACK N – Nasceu mais um campeão?

Teste – HYUNDAI I30 FASTBACK N – Nasceu mais um campeão?

Depois do sucesso da versão mais desportiva do i30, o “N”, a Hyundai lança, sob a batuta da mesma sigla, a versão Fastback, um coupé de cinco portas. Chegarão os 275 cavalos para fazer nascer mais um campeão?

O sucesso desportivo da Hyundai no desporto automóvel é inquestionável e não lhe deve, a si, passar despercebido. A razão é simples: para além de tudo o que isso pode trazer de positivo para a marca e, no final, para o consumidor final, que é o leitor, essa aposta parece manter-se de forma consistente para este ano, o que deverá resultar num cenário competitivo interessante de acompanhar, quer internacionalmente, quer por cá.

Trajeto de vitórias

Ora, no passado ano de 2018, a Hyundai esteve na discussão pelos lugares da frente no campeonato do mundo de ralis, foi segunda, mas em Portugal foi campeã nacional, com o reconhecido piloto Armindo Araújo. No campeonato do mundo de turismos, foi mesmo campeã, com o divertido e talentoso piloto Gabriele Tarquini a sagrar-se, mais uma vez, campeão do mundo. Este ano, a marca foi recrutar o famoso piloto gaulês Sebastien Loeb para atacar novamente o campeonato do mundo de ralis e no campeonato do mundo de turismos reforçou a equipa, tendo quatro carros para renovar o título de campeã. O que é que isto lhe interessa? Toda a experiência obtida nestas frentes competitivas vai resultar em melhores modelos para si e em melhores versões desportivas desses modelos. Não é por isso de estranhar que o Hyundai i30 já tenha vendido mais de um milhão de unidades na europa e que a versão desportiva N tenha superado todas as expectativas de vendas, com 11 mil unidades entregues no Velho Continente, sendo responsável por atrair mais de 80 por cento de novos clientes para a marca.

Desportivo para o dia-a-dia

Só quem ainda não conduziu o novo i30 N pode estar reticente quanto à sua qualidade como desportivo. E ciente desse sucesso, a Hyundai apresenta agora o i30 Fastback N, um coupé de cinco portas, com o mesmo motor dois litros do seu irmão Hatchback. E tal como este, também o Fastback que vê nas imagens possui a versão “normal”, com 250 CV, e a Performance Package, que coloca a potência nos 275 CV e ainda lhe dá acesso ao diferencial autoblocante, à válvula de escape para um som ainda mais poderoso, grave e “borbulhante” nas desacelerações e às jantes de 19 polegadas com pneus Pirelli P Zero de elevada performance, específicos para o i30N.

Mas a Hyundai não se limitou a juntar umas peças e a fazer uma versão desportiva. Este Fastback N tem mais 29 pontos adicionais de reforço na carroçaria, o que aumentou em 29 por cento a rigidez torsional. Face ao i30 N de cinco portas, o Fastback ganha 12 quilos no eixo traseiro, que pode resultar numa menor agilidade na transição de curva para curva, mas que lhe dá uma facilidade adicional na forma como suporta as curvas rápidas em apoio. Para melhorar ainda mais essas capacidades, os amortecedores possuem um curso 6 mm mais comprido, menos 10 por cento de densidade. As molas são 5% mais suaves face ao outro i30 N e a barra estabilizadora possui agora 22,2 mm (menos 0,8 mm), para melhorar o conforto e a tração. O eixo traseiro recebeu um braço que controla o camber, melhorando a rigidez e, consequentemente, o limite de aderência.

O Fastback também é mais baixo do que o irmão (-38 mm) mas, na verdade, o que se continua a destacar é a suavidade de condução no dia-a-dia e a forma fácil como se deixa explorar nos limites, ainda que o Hatchback seja um pouco mais ágil. Há muita tração, suavidade na condução e limites elevados fáceis de procurar. E agora, com 436 litros na bagageira (450 litros se abdicar da barra traseira que une os topos da suspensão), já tem uma boa desculpa para poder ter um desportivo lá em casa. Certamente haverá mais informações e ilações a retirar quando o i30 Fastback N chegar a Portugal em março, altura em que o pode encomendar por 45.500 euros (mais mil euros do o Hatchback) e sempre com o pacote Performance.

Texto Bruno Costa Silva

FICHA TÉCNICA

HYUNDAI I30 FASTBACK N 2.0 T-GDI PERFORMANCE PACKAGE

TIPO DE MOTOR Gasolina, 4 cilindros em linha, turbo

CILINDRADA 1.998 cm3

POTÊNCIA 275 CV às 6.000 rpm

BINÁRIO MÁXIMO 353 Nm entre as 1.450 e as 4.700 rpm (378 Nm c/ overboost)

V. MÁXIMA 250 km/h

ACELERAÇÃO 6,1 s (0 a 100 km/h)

CONSUMO 8,2 l/100 km (misto)

EMISSÕES CO2 188 g/km

DIMENSÕES (C/L/A) 4.455 / 1.795 / 1.419mm

PNEUS 235/35 R19

PESO 1.595 kg

BAGAGEIRA 436 l

PREÇO 45.500 €

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook