Portada » Atualidade » SEAT lança novo modelo de trabalho

SEAT lança novo modelo de trabalho

Mais de 1.000 colaboradores da marca espanhola já aderiram à iniciativa de trabalhar à distância dois dias por semana.


A SEAT lançou um novo modelo de trabalho para promover um ambiente de trabalho flexível e dinâmico que favorece a conciliação da vida pessoal e profissional. O projeto, batizado de Smart Work, visa implementar uma nova cultura corporativa, mais ágil e sustentável, além de constituir mais um passo na transformação digital da empresa.

O novo Smart Work da SEAT, acordado com a representação sindical, combina a presença no escritório com o trabalho remoto e baseia-se principalmente na confiança mútua entre o trabalhador e a empresa. As pessoas que aderirem a esta iniciativa poderão exercer as suas funções online até dois dias por semana a partir de qualquer lugar, organizando o seu horário entre as 6h00 e as 20h00.

Esta nova forma de trabalho inclui um acordo de desconexão digital que estabelece que o colaborador tem o direito de não responder a qualquer tipo de comunicação fora do horário de trabalho. Para se candidatar ao Smart Work, é imprescindível ocupar um cargo que permita trabalhar remotamente e ter concluído a formação em Prevenção de Riscos Laborais (PRL).

Das 5.554 pessoas da SEAT que podem optar por esta nova modalidade, mais de 1.000 já se inscreveram na primeira semana de implementação. O projeto foi desenhado em ad-hoc para se ajustar plenamente às necessidades da força de trabalho e, para isso, mais de 2.400 colaboradores participaram ativamente por meio de pesquisas no desenvolvimento dos principais pontos deste novo sistema flexível.

Por outro lado, o compromisso da SEAT com a sustentabilidade também se reflete no lançamento deste novo modelo, que facilita a redução das emissões de CO2 para a atmosfera, já que se reduzem em média 7,2 quilos de CO2 por dia por cada pessoa que trabalha remotamente.

Covid-19: um teste para o Smart Work
Durante o confinamento causado pelo Covid-19, a SEAT colocou à prova a infraestrutura digital da empresa, uma transformação sólida e rápida que permitiu a mais de 5.000 funcionários trabalharem à distância.

Nesses meses, foram identificadas melhorias na organização, como uma maior agilidade, duração e eficiência das reuniões, o que aumentou a produtividade das equipas que se encontravam a trabalhar remotamente.
Além disso, nesse período, o número de usuários diários conectados a uma rede VPN multiplicou por sete e as reuniões pelo Office 365 (Skype e TEAMS) aumentaram cinco vezes.

Para isso, a equipa de TI da SEAT adaptou-se rapidamente às novas circunstâncias e expandiu o número de dispositivos portáteis, aumentou a largura de banda e duplicou e fortaleceu a capacidade das conexões VPN.

Nesse sentido, todas as mudanças experimentadas durante os meses de confinamento constituíram um teste piloto para confirmar que a produtividade e o Smart Work são dois termos perfeitamente compatíveis.

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook