Nova Ford Ranger é inspirada na F-150

A Ford mostrou a nova geração da Ranger, uma pick-up que chega no final de 2022 e que passa a ser baseada num dos modelos mais populares da marca da oval azul, a F-150.

A grelha definida e a assinatura em “C” nos faróis dianteiros são os principais traços distintivos, enquanto a subtil linha de ombros nas laterais incorpora arcos de rodas mais arrojados que proporcionam uma postura segura.

A Ranger integra, pela primeira vez, faróis de LED, enquanto os farolins da secção traseira foram desenhados em harmonia com os da frente.

A secção traseira conta com um degrau lateral integrado, atrás dos pneus, que possibilita um acesso à caixa de carga mais sólido e robusto. Conta ainda um novo e resistente forro de proteção em plástico moldado que ajuda a proteger tanto a caixa da pick-up de arranhões.

O habitáculo é semelhante ao de um ligeiro de passageiros, enquanto os materiais utilizados são suaves ao toque, diz a Ford. A consola central oferece um ecrã tátil de 10,1 ou 12 polegadas, que complementa o painel de instrumentos totalmente digital e dispõe do mais recente sistema SYNC 4 da Ford, preparado para ser utilizado pelo cliente com os seus sistemas de comunicações, entretenimento e informação, ativados por voz.

No capítulo mecânico também existem novidades. A Ranger vai continuar a ser proposta com os motores diesel de 2,0 litros, de quatro cilindros em linha, em versões Turbo e Bi-Turbo, mas passa a contar com um novo propulsor turbodiesel V6 de 3,0 litros.

O chassis foi revisto, com um aumento de 50 mm na distância entre-eixos. A Ranger será proposta com dois sistemas de tracção às quatro rodas, incluindo um sistema eletrónico shift-on-fly e um novo sistema avançado de tração às quatro rodas permanente.

Publicidade
ÚLTIMA EDIÇÃO
Lubrificantes Repsol
Publicidade