Portada » Ensaios » Mercedes-Benz Classe V 300d: luxo em formato XL

Mercedes-Benz Classe V 300d: luxo em formato XL

A compra de um furgão de passageiros transformado em grande monovolume não é algo passional, todavia nos tempos que correm estes grandes familiares são capazes de cumprir em muitos apartados. De entre vários, estivemos ao volante do único de categoria premium, o Mercedes-Benz Classe V 300d. Luxo em formato XL.

A segunda geração, se é que lhe podemos chamar assim, do Mercedes-Benz Classe V aposta essencialmente numa nova gama de motores, até porque o que muda, quer do lado de fora, quer do lado de dentro, é pouco. Aliás, é difícil perceber as diferenças a não ser pelas jantes com novos design e pela designação do modelo na tampa da mala, neste caso 300d, versão que não existia anteriormente. Mas já lá vamos. Centremo-nos no interior. O Classe V é um ligeiro derivado de um comercial, mas é premium. O habitáculo é um espaço para apreciarmos com vontade e gosto, materiais macios, sistema multimédia do Classe e colocação do banco e do volante como num automóvel. Espaço não falta, tanto à frente, como nas segunda e terceira filas de bancos. Parece um Classe S com um formato diferente, mas lá dentro os bancos em pele Tartufo, as saídas da ventilação com o desgin de uma turbina de avião, lembram um Classe E.

Viajar, viajar

As viagens longas sempre foram apanágio da Mercedes-Benz e deste Classe V em particular. Com este novo motor, as viagens sabem ainda melhor. O novo 300d é o motor 2 litros que conhecemos do Classe E e Classe C e debita 239 CV. O binário é generoso, 530 Nm disponíveis às 1600 rpm, acelerados dos 0 aos 100 km/h em 7,9 segundos e atinge uma velocidade máxima de 220 km/h. Pode parecer prestações de um modelo mais “picante”, mas o carácter deste Classe V é do mais relaxado e sereno que existe. Filtra as irregularidades com incrível fluidez e é muito silencioso… aquele som mais arisco tipo táxi do famosos 2.2 Turbodiesel termina precisamente aqui. Se não ultrapassar os 150 km/h, os consumos permanecem em números muito competitivos. Tendo em conta o peso e a resistência aerodinâmica, qualquer coisa abaixo dos 10l/100 km é um valor muito positivos. Se realizar uma condução ainda mais tranquila, estilo conduzir um híbrido, ainda é possível realizar consumos abaixo dos 8l/100 km. Existem modos de condução que acabam por não ser muito úteis, até porque mudam apenas a resposta do acelerador se colocarmos em modo Sport e quase nem se justificam.

Dinamicamente, não podemos pedir muito. É seguro e tem um comportamento neutro e previsível. Os 5,3 m de comprimento, as mais de duas toneladas de peso e o centro de gravidade alto impedem um “excelente” comportamento dinâmico. Por isso, o Classe C, em qualquer das suas carroçarias e versões, é confortável em estradas rápidas, em autoestradas e em estradas secundárias. Quando as estradas são mais contorcidas, o caso muda de figura e, com o carro cheio, temos de abrandar muito para que não se torne incómodo. Já em cidade, as dimensões também não ajudam e apesar de não ser assim tão complicado de conduzir, obriga a ter outro tipo de cuidados por causa das dimensões.

O conforto é de bom nível, até porque a suspensão foi trabalhada a pensar num ligeiro de passageiros.Quanto a preço, tal como qualquer Mercedes-Benz onde o luxo impera, este novo Classe V não é barato, especialmente nesta versão Avantgarde que ainda contempla uma extensa lista de elementos opcionais, mas se for o indicado para a tarefa, vale bem o dinheiro por tudo aquilo que oferece.

Conclusão

Este Classe S em formato XXL ganhou argumentos mais modernos, não só ao nível do infoentertenimento e de um ou outro detalhes estético, mas também no campo das motorizações. A gama do Classe V tem por base o novo 2 litros turbodiesel da marca alemã e nós escolhemos a versão mais potente com 240 CV para este teste.

Texto Ricardo Carvalho / Fotos Paulo Calisto

Mercedes-Benz Classe V 300d

FICHA TÉCNICA

TIPO DE MOTORDiesel, 4 cilindros em linha, turbo
CILINDRADA1.950 cm3
POTÊNCIA240 CV às 4200 rpm
BINÁRIO MÁXIMO530 Nm entre as 1600 e as 2400 rpm
TRANSMISSÃOAutomática
V. MÁXIMA220 km/h
ACELERAÇÃO7,1 seg.
CONSUMO5,9 l/100
EMISSÕES CO2155 g/km
DIMENSÕES (C/L/A)5.140 / 1928 / 1880 mm
PNEUS225/55 R17
PESO2152 kg
BAGAGEIRA1030 l
PREÇO96 877 €
GAMA DESDE77 540 €
IUC258,78
LANÇAMENTOagosto de 2019

EQUIPAMENTO

SÉRIE Airbag para o condutor; Sidebag passageiro; Sidebag condutor; Airbag para o passageiro; Airbags cortina (condutor e passageiro); Estofos em pele preta; Acabamentos Exclusive; Linha de design interior AVANTGARDE; Pack Parking – Câmara 360º; Linha de design exterior desportivo AVANTGARDE; Pack Espelhos; Pack BlueEFFICIENCY; Aquecimento do banco do passageiro; Banco do condutor ajustável elétricamente; Banco passageiro ajustável elétricamente; Apoio de braços exterior, bancos individuais 2ªfila; Apoio lombar, banco do passageiro; Ventilação do banco do passageiro activa; Ventilação activa dos bancos para condutor; Apoio lombar, banco do condutor; Sistema de calhas de fixação dos bancos; Banco “Conforto” de 3 lugares na 1ª fila; Tablier em pele; Bancos da 2ª fila climatizados; Porta-luvas com fechadura; Revestimento do teto; Revestimento cabina em alcatifa; Volante em pele; Segmentação do compartimento de carga; Consola central com compartimento refrigerado; Caixa de primeiros socorros; Ar condicionado independente na traseira; Conduta de ar para o compartimento traseiro; Ar condicionado automático Thermotronic; COMAND Online; Sensor de chuva; Volante multi-funções; Assistente de sinais de trânsito; ATTENTION ASSIST; Volante ajustável em altura e profundidade; Assistente de vento lateral; Cruise control; Pedais desportivos

OPCIONAIS Pintura metalizada (1444 euros); Pack de Assistência à Condução (1847 euros); Pack Parking (1396 euros); Pack de Assistência de Faixa de Rodagem (1027 euros); Pack mesa (875 euros); Linha design AMG (1769 euros); Jantes de 19″ AMG (594 euros)

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook