Portada » Atualidade » Land Rover Discovery Sport: Todos os caminhos vão dar à aventura

Land Rover Discovery Sport: Todos os caminhos vão dar à aventura

O novo Discovery Sport é o SUV para a família. Discreto mas ao mesmo tempo requintado e espaçoso, é o modelo ideal para as férias, para o dia-a-dia ou para a escapadinha de fim de semana, até porque as versões 4×4 utilizam um dos melhores sistemas de tração integral do mercado. Aventuras? Quantas mais, melhor.

A Land Rover renovou recentemente o seu Discovery “mais pequeno”. Apesar de por fora parecer que a marca do Grupo Jaguar Land Rover pouco mais fez do que proceder a um simples restyling, a verdade é que este modelo foi bastante melhorado.
O SUV de sete lugares passou a recorrer à plataforma PTA (Premium Transverse Architecture), a mesma que serve de base ao novo Range Rover Evoque. Com esta mudança, as melhorias são imensas: a rigidez estrutural, por exemplo, aumentou 13% passando também a ser capaz de adotar novas tecnologias (como a eletrificação parcial das suas motorizações).
Já que falamos de eletrificação, a mesma é conseguida através de um sistema mild-hybrid de 48 V, mas também através de uma variante híbrida plug-in (PHEV). Mas afinal o que mudou neste SUV totalmente dedicado a famílias mais numerosas?  

O que muda do lado de fora?

No exterior, as alterações são muito discretas e merece destacar os novos pára-choques, uma grelha redesenhada, novos faróis e farolins e uma assinatura luminosa também ela reformulada. Destaque ainda para a possibilidade deste SUV poder passar a contar com umas generosas jantes de 21″, reforçando o foco na desportividade.
Convém salientar esta nova assinatura luminosa, mais marcante e que o aproxima do estilo mais exclusivo do Range Rover. Assim, se tem vontade de escapar, escape em grande com um Discovery Sport 4×2 de 7 lugares

Como é por dentro?

É no interior onde as alterações são mais profundas. O grande objetivo da marca britânica passou por aumentar os espaços de arrumação, apostar na tecnologia e melhorar claramente a perceção de qualidade.
Assim, no que diz respeito aos espaços de arrumação, a Land Rover redesenhou as bolsas nas portas que são agora maiores e… colocou de lado o comando rotativo da caixa de velocidades automática, substituindo-o por uma alavanca convencional. Esta alteração permitiu subir a consola central e aumentar a capacidade de arrumação desta.
Quanto à tecnologia, o tablier do Discovery Sport deixou de ter tantos botões físicos que deram lugar a comandos táteis a partir do dispositivo de infoentertenimento de última geração Pivi Pro com ecrã tátil de 11,4 polegadas. O painel de instrumentos é agora totalmente digital e tem por base um ecrã de 12,3″. 
Por todo o habitáculo, encontramos melhores materiais, mais suaves e macios ao toque e a qualidade de construção também foi implementada.
Em termos de versatilidade, o modelo britânico mantém versões de cinco e de sete lugares, sendo neste caso, o acesso aos bancos da terceira fila amplo e não é necessário grandes contorcionismos para nos sentarmos.
Ainda lá dentro, há agora a opção de ionização NanoeTM que maximiza o bem-estar do condutor e dos passageiros. Ao ativar o botão PURIFY (PURIFICAR), o filtro especialmente concebido recolhe partículas finas do ar exterior, como PM2.5, e alergénios suspensos no ar, como pó e pólen.



Motores para todos os gostos

A gama de motores é composta por opções Diesel, híbrido suave (gasolina e Diesel e híbrido plug-in. Assim, a gama arranca no D165, Diesel de 2 litros com 165 CV, tração dianteira e caixa manual. Segue-se o D165 AWD (tração integral) com sistema de 48V para hibridação ligeira. Ainda a gasóleo, o Discovery Sport propõe o motor D200, um 2 litros Diesel de 200 CV automático com sistema MHEV de 48 V. A gasolina, destaque para o P200, um 2 litros de 200 CV também MHEV e automático com tração integral seguido pelo P250, uma outra opção a gasolina de 250 CV tração integral e sistema MHEV.
A marca propõe ainda a versão híbrida plug-in P300e de 309 CV obtidos a partir da combinação de um motor 1.5 litros de três cilindros a gasolina com um elétrico de 109 CV e uma bateria de 15 kWh. A autonomia em modo elétrico é de 64 km. Mas, no topo da gama e na versão R-Dynamic, o modelo ganhou uma nova opção P290 com um motor a gasolina de quatro cilindros turbo de 290 cv, que cumpre os 0-100 km/h em 7,4 segundos. Está disponível no novo nível de equipamento Sport Black e em exclusivo com caixa automática de nove velocidades. Feito com base na versão R-Dynamic S adiciona jantes de 20 polegadas, aplicações exteriores em preto e opção de tejadilho em cinza ou preto. Trata-se também da única variante a incorporar o sistema Active Driveline, que permite operar em modo 4×2 e distribuir o binário pelas rodas em caso de perdas de motricidade. Ou seja está preparado para a aventura… Aventura com tudo. E com todos.
Com o novo Land Rover Discovery Sport, todos os caminhos vão dar à aventura, sem esquecer que as versões 4×2 de 7 lugares pagam Classe 1 com Via Verde.

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook