Lamborghini LMDh vai utilizar motor híbrido V8 twin-turbo

A Lamborghini Squadra Corse revelou as primeiras especificações técnicas do seu projeto LMDh para o seu próximo empreendimento na classe Hypercar do Campeonato do Mundo de Resistência da FIA e na classe GTP do Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar.

De acordo com os regulamentos LMDh emitidos pelo Automobile Club de l’Ouest (ACO), pela International Motor Sports Association (IMSA) e pela Fédération Internationale de l’Automobile (FIA), o protótipo terá uma unidade de potência híbrida constituída por um motor de combustão interna e um Sistema de Recuperação de Energia (ERS) com uma potência combinada máxima de 500 kw (680 cv). Além do kit ERS, a Lamborghini optou por utilizar um motor de combustão interna de 8 cilindros, num ângulo de 90 graus, twin-turbo, desenvolvido pelo departamento de competição da empresa, Squadra Corse.

Com a Automobili Lamborghini a embarcar num futuro de hibridização na sua produção de automóveis de estrada, o LMDh representa um projeto específico de energia/performance baseado nas experiências das próximas gerações dos seus automóveis desportivos, alinhando-se totalmente com a estratégia Cor Tauri da empresa. Desta forma, a Squadra Corse, ao dar o passo para uma nova era da competição movida por uma propulsão híbrida, está a adaptar-se perfeitamente à transição da Lamborghini para tecnologias híbridas.

Os principais componentes do ERS incluídos no kit standard homologado do LMDh cobrem várias áreas, com o motor elétrico (MGU) a ser desenvolvido pela Bosch Motorsport. A unidade de gestão e armazenamento de energia é fornecida pela Williams Advanced Engineering, enquanto a caixa de sete velocidades híbrida P1359 é desenvolvida pela Xtrac.

O automóvel, que fará a sua estreia competitiva em 2024, tanto no IMSA Endurance Cup como no Campeonato do Mundo de Resistência da FIA, consegue atingir uma velocidade máxima de 340 km/h e pesa 1.030 kg sem combustível e sem condutor, de acordo com os regulamentos. Quanto às suas dimensões, terá uma largura máxima de 2.000 mm e um comprimento de 5.100 mm. A distância entre eixos é de 3.148 mm e o peso mínimo do motor é 180 kg.

O veículo de base (chassis) é produzido em conjunto com a Ligier Automotive e os elementos de fibra de carbono são produzidos em Itália pela HP Composites, parceiro de longo prazo nas plataformas GT3 e Super Trofeo da Squadra Corse. A decisão de se juntar à Ligier Automotive permite à Lamborghini Squadra Corse entrar na classe de topo das corridas de resistência com um fornecedor de chassis estabelecido. Além disso, a estrutura competente e flexível da Ligier Automotive (com pontos de contato específicos com a Squadra Corse) tornou a parceria uma escolha lógica para o projeto LMDh.

 

Publicidade
ÚLTIMA EDIÇÃO
Publicidade
Error, no Advert ID set! Check your syntax!