Honda explica funcionamento do motor híbrido do novo HR-V

A Honda anunciou que o Novo Honda HR-V Hybrid estará disponível apenas com a motorização híbrida avançada da marca. Ao introduzir esta motorização ao SUV compacto, uma combinação de eficiência e desempenho foi introduzido neste segmento altamente competitivo.

A nova geração da motorização e:HEV do Honda HR-V debita uma potência total de 96kW (131 cv), combinado com 253 Nm de binário. O resultado é uma viagem tranquila e confortável em áreas urbanas ou autoestradas. O seu sistema híbrido eficiente produz emissões de CO2 desde as 122g/km (WLTP) e uma economia de combustível de 5.4 L / 100 km (WLTP), acelerando dos 0 km/h aos 100 km/h em 10.6 segundos.

O Honda HR-V Hybrid é o mais recente modelo a juntar-se à gama e:HEV, que tal como o CR-V Hybrid, Jazz Hybrid e Jazz Crosstar Hybrid, estão disponíveis apenas com a motorização híbrida. Sem a necessidade de carregamento através de um cabo, o Honda HR-V é adaptável a qualquer situação de condução diária, combinando o desempenho e eficiência de um veículo elétrico com a condução e flexibilidade de um veículo a combustão.

A avançada motorização híbrida e:HEV oferece uma experiência híbrida única, reconhecida em toda a Europa por combinar um forte desempenho com níveis elevados de eficiência e aperfeiçoamentos reais. O sistema consiste em dois poderosos motores elétricos compactos que trabalham em conjunto com um motor a combustão i-VTEC 1.5 litros, uma bateria de iões de lítio e uma transmissão de variação contínua acoplada a uma unidade de controlo de potência inteligente.

Já foi comprovado no Honda Jazz Hybrid que a motorização e:HEV produz a melhor relação de economia de combustível e aceleração do seu segmento. A sua aplicação no Honda HR-V utiliza um sistema semelhante para igualar a eficiência excecional, sendo que a revisão ao motor de combustão e IPU resultaram num aumento de binário.

O número de células de bateria também foi revisto, aumentando de 48 para 60, tendo em conta o tamanho do Novo Honda HR-V e para permitir um melhor armazenamento e distribuição de potência elétrica – acima dos 80kW do Honda Jazz Hybrid. Apesar do aumento da bateria, o espaço interior não foi comprometido graças ao desenvolvimento inteligente do conjunto de baterias.

O que distingue o sistema e:HEV é a forma como os três modos alternam entre si para assegurar um desempenho otimizado de cada componente, em condução urbana e em autoestrada. A Unidade de Controlo Eletrónica alterna automaticamente e constantemente entre Condução Elétrica, Híbrida ou Motor a Combustão, dependendo na qual é a mais eficiente para cada situação de condução.

Ao conduzir numa velocidade elevada, como em autoestrada, o sistema opera com o Motor a combustão, sendo que este é o mais adequado para a situação. Se for necessário acelerar, por exemplo, numa situação de ultrapassagem, o veículo altera para Condução Híbrida para uma potência adicional.

Ainda, estando em Condução Híbrida, a potência do gerador do motor a combustão pode ser redirecionada para a bateria, oferecendo benefícios de eficiência adicionais. O modo Sport pode ser ativado através do selecionador de modos, permitindo uma aceleração ainda mais precisa, enquanto o modo Econ ajusta o sistema de ar condicionado e aceleração para uma melhoria na eficiência de combustível. Para além do modo Normal, quando o veículo está mais equilibrado, os condutores podem alternar entre todos os modos de condução ao clique de um botão.

Publicidade
ÚLTIMA EDIÇÃO
Lubrificantes Repsol
Publicidade