Portada » Destaques » Ferrari SF90 Stradale: supersónic… ECO

Ferrari SF90 Stradale: supersónic… ECO

O construtor de Maranello revelou a grande surpresa que tinha guardada para este verão ao lançar aquele que poderá ser o seu primeiro modelo de uma nova era de produtos: um híbrido plug-in com 1.000 CV e 25 km de autonomia elétrica.

Comecemos pelo: SF90 Stradale deriva diretamente do monolugar de Formula 1 da temporada de 2019 e que, por sua vez, é uma homenagem aos 90 anos da marca italiana. O apelido Stradale é a forma que a Ferrari adota há vários anos para diferenciar as versões de competição das de estrada, ainda que neste caso seja diferente. Não se trata de um protótipo nem de um carro para circuitos. Com este novo modelo pode-se ir comprar pão, em pleno centro da cidade, em modo elétrico e com 1.000 CV…

Digno herdeiro

A verdade é que este SF90 surgiu de uma forma perfeitamente inesperada. Apesar de haver rumores de que a Ferrari preparava algo inovador, não havia nada de concreto, nem sequer a este nível de topo, até porque estamos a falar do sucessor dos modelos F40, F50, Enzo e La Ferrari, portanto, este terá de ser mais um modelo com história para ficar na… história.
Assim, eis o mais recente hiperdesportivo da Ferrari e, além de dar continuidade a uma mítica saga de supercarros, marca um novo episódio na carreira do construtor. Com o lendário V12 a viver os seus últimos dias, o motor escolhido para este SF90 é um V8 turbo, que vê a cilindrada aumentar para os 3.990 cm3, graças a um diâmetro de 88 milímetros.

Na prática, trata-se de uma profunda revisão de um motor já conhecido, com o reposicionamento de alguns componentes como o turbo (com colocação mais baixa), os escapes mais elevados (as saídas estão na secção superior do para-choques traseiro)… Tudo para proporcionar 780 CV, um valor estratosférico de potência específica de 195 CV/l e um binário de 800 Nm às 6.000 rpm. Números por si soberbos, mas que são ainda complementados por um complexo sistema híbrido nunca visto na marca.
O SF90 Stradale equipa três motores elétricos para um total de 220 CV (162 kW) que funcionam como sistema de tração integral. Dois atuam sobre o eixo dianteiro (o de combustão está atrás) e o terceiro é utilizado para acumular energia e alimentar sistemas periféricos. Uma bateria de iões de lítio de alto rendimento fornece a energia e garante uma autonomia de 25 quilómetros em modo eDrive elétrico, utilizando apenas o eixo dianteiro. Quando se desliga o motor de combustão, os motores dianteiros independentes permitem 135 km/h de velocidade máxima e uma aceleração longitudinal de 0.4 g. A marcha-atrás só pode ser usada no modo eDrive, o que significa que o automóvel pode ser manobrado a baixa velocidade sem a ajuda do motor V8.

Os motores dianteiros estão integrados no Launch Control, para conseguir o máximo de rendimento quando se acelera a fundo a partir parado. Quatro modos de condução (eDrive, Híbrido, Performance e Qualify) asseguram uma experiência de condução completamente nova e distinta, aos quais se junta uma nova aerodinâmica ativa ultra avançada e um leque de equipamento eletrónico composto por toda a artilharia possível (E-Diff3, F1-Trac, ABS/EBD de altas prestações com Ferrari Pre-Fill, FrS SCM-E, FDE+ e SSC 6.1). O SF90 anuncia uma volta rápida em Fiorano em 79 segundos, cerca de um segundo mais rápido que o LaFerrari e 19 segundos mais veloz que o mítico F40 no mesmo circuito.

Em 2020

Com o SF90 Stradale e como o nome indica, a marca do “cavallino rampante” coloca na estrada uma boa parte da tecnologia que desenvolveu durante a atual época híbrida da F1, e fá-lo com um modelo que se assume como o seu novo topo de gama.
Logicamente que não pode ser barato: diz-se que as primeiras unidades serão entregues em 2020 e que cada uma deverá custar mais de 1,3 milhões de euros.

Texto José Armando Gómez

Ferrari SF90 Stradale

FICHA TÉCNICA

TIPO DE MOTORV8 turbo
CILINDRADA3.990 cm3 e sistema híbrido de três motores elétricos
POTÊNCIA780 CV às 7.500 rpm e 220 CV do sistema híbrido: 1.000 CV
BINÁRIO MÁXIMO800 Nm às 6.000 rpm
V. MÁXIMA340 km/h
ACELERAÇÃO2,5 s (0 a 100 km/h)
CONSUMO (WLTP)4.710 / 1.972 / 1.186 mm
DIMENSÕES (C/L/A)4.710 / 1.972 / 1.186 mm
PNEUS255/35 ZR20 (fre.) / 315/30 ZR20 (tras.)
PESO1.570 kg
PREÇO1.300.000 € (estimado)
LANÇAMENTO2019

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook