Dossier – Audi Q4 e-tron frente a rivais

Se gosta do formato SUV e da tecnologia exclusivamente elétrica, chegou a sua hora: a oferta é cada dia mais extensa e apelativa. O mais recente elétrico da Audi o Q4 e-tron, e a sua variante Sportback de corte coupé, “aterraram” num segmento que promete dar muito que falar nos próximos tempos com a chegada de novos modelos com autonomias que tranquilizam.

Basta folhear uma revista da especialidade e olhar para as mais recentes novidades automóveis para comprovar que a eletrificação é um fenómeno imparável. Os modelos elétricos são lançados com naturalidade em todos os segmentos e já permitem enfrentar viagens longas com autonomias que superam os 600 km. É o caso de vários dos protagonistas destas páginas.
A Audi lançou recentemente no mercado o Q4 e-tron que tem uma gama composta por duas carroçarias: SUV e SUV Coupé Sportback de corte mais desportivo. Dois SUV exclusivamente elétricos com selo Premium, muito tecnologia e uma generosa oferta de versões que cobre quase todas as necessidades de utilização, para além de uma autonomia de até 520 km.

Carga rápida

Já têm uma autonomia considerável, que acrescentam tempos de carregamentos até certo ponto curtos, graças à crescente capacidade dos seus carregadores em corrente contínua.
Estes fatores e a própria tendência do mercado, estão a motivar o lançamento de uma generosa oferta que não vai facilitar a carreira comercial deste Audi. E nem sequer nos referimos a rivais diretos da BMW, Mercedes-Benz ou Lexus, pois os de corte mais generalista também lhe podem fazer frente, com argumentos similares e preços mais acessíveis. O mercado está ao rubro.

Audi Q4 e-tron

O Q4 e-tron e a sua alternativa Sportback de perfil coupé são a mais recente aposta da Audi para o segmento SUV. Ambas as carroçarias medem 4,59 m de comprimento e oferecem cinco lugares; a bagageira “engole” 520 litros no primeiro e 535 litros na variante com a silhueta mais dinâmica (o portão é elétrico em ambos). A gama conta com três motorizações, 170, 204 e 299 CV, estando a mais potente associada a um esquema de tração integral quattro; as restantes recorrem à propulsão traseira.

Para além disso dispõe de duas capacidades de bateria, com 55 e 82 kWh, enquanto a autonomia pode chegar aos 520 km. A potência de carga máxima em corrente contínua (CC) é de 125 kW, o que permite carregar em apenas 10 minutos energia suficiente para percorrer 130 km. Em corrente alterna (CA), admite até 11 kW. As baterias têm gestão térmica ativa com refrigeração externa através de uma placa base. O condutor pode gerir a intensidade da travagem regenerativa a partir das patilhas no volante, incorpora um sistema preditivo de eficiência, pode montar três tipos de suspensão (incluindo uma adaptativa) e até um Head-up display de realidade aumentada projetada sobre a calçada.
O equipamento de segurança, conforto e conetividade é muito avançado. O Q4 e-tron tem preços a partir de 46 350 euros. Já para o Sportback, os preços começam nos 48 418 euros.


BMW iX3

Esta é a versão elétrica do X3. Mede 4,71 m e o motor debita 286 CV (está posicionado no eixo traseiro e dá vida a estas mesmas rodas). É alimentado pela energia proveniente de uma bateria de iões de lítio de 80 kWh de capacidade bruta que anuncia uma autonomia de até 460 km em ciclo WLTP. A velocidade está limitada a 180 km/h e admite carregamentos máximos de 150 kW, opção que permite recuperar em 10 minutos energia para percorrer 100 km. O interior não é muito diferente do do X3, a não ser pela informação específica do sistema elétrico e por detalhes em cor azul que são reveladores da sua natureza elétrica. A bagageira disponibiliza 500 litros de capacidade. Dispõe de vários assistentes de condução, incluindo a regeneração adaptativa com inteligência artificial que atua de acordo com os dados da navegação. Preços desde 74 700 euros.

Ford Mustang Mach-E

Tem 4,71 m de comprimento e disponibiliza quatro níveis de potência (269, 294, 351 e 487 CV), versões de tração traseira ou integral e baterias de alta capacidade com 76 e 99 kWh. A carga máxima em corrente contínua é de 150 kW, enquanto o sistema de navegação leva em consideração o nível da bateria e os carregadores disponíveis no percurso. O sistema de infoentertenimento é o SYNC4. O preço começa nos 56 400 euros.

Hyundai Ioniq 5

A meio caminho entre um compacto e um SUV, mede 4,63 m de comprimento, oferece cinco lugares amplos e uma enorme bagageira de 531 litros (à frente mais 57 litros para as versões de tração traseira ou 24 litros nas de tração integral). A gama disponibiliza duas capacidades de bateria, 58 e 72,6 kWh e potências de 170, 217, 235 e 305 CV. Em Portugal só se vende com a bateria de maior capacidade e na versão de 217 CV.  A autonomia homologada vai até aos 480 km e dispõe de carga rápida a 800 V (ou a 400 V) e um teto solar que transfere energia para a bateria. É um produto muito avançado tecnologicamente com preços desde 49 805 euros.

Jaguar I-Pace

Se procura um veículo elétrico com aparência de crossover e claro perfil desportivo, o I-Pace é uma das melhores opções. Apresenta-se com 4,68 m de comprimento, um interior amplo e rematado com qualidade, e ainda uma bagageira de 505 litros. A tração é integral graças aos dois motores elétricos, um por eixo, que somam uma potência conjunta de 400 CV. A bateria é de iões de lítio e está posicionada debaixo do veículo. Os preços começam nos 83 038 euros.

Kia EV6

Partilha a plataforma E-GMB com o Hyundai Ioniq 5 e surpreende por um desenho muito dinâmico e muito próprio. Mede 4,68 m e a sua altura é de apenas 1,55 m. O interior é amplo, a apresentação totalmente digitalizada e integra um Head-up display com função de realidade aumentada. A gama propõe versões de propulsão traseira ou tração integral, potências de 170, 228, 325 e 585 CV, duas capacidades de baterias (58 e 77,4 kWh) e uma autonomia de até 510 km no melhor dos casos.
O sistema elétrico funciona a 800 volts o que permite carrega-lo até 80% em 18 minutos. O carregador é bidirecional, por isso pode fornecer energia a dispositivos externos. Com campanha, os preços começam nos 49 450 euros.

Lexus UX300e

O primeiro elétrico da marca japonesa é este dinâmico crossover de 4,50 m. Traz motor de 204 CV e uma bateria de iões de lítio de 54,5 kWh de capacidade que permite anunciar uma autonomia de 315 km. A tração é dianteira e tem a velocidade máxima limitada aos 160 km/h.
O interior é de qualidade e surge muito bem apresentado tendo em conta a sua categoria premium, mas os lugares traseiros estão longe de serem referência em termos de habitabilidade, todavia a bagageira chega aos 367 litros.
Conta com dois pontos de carga, um de cada lado, e em corrente contínua CC admite até 50 kW. Muito refinado em andamento, custa desde 53 500 euros.

Mercedes-Benz EQB

O mais recente membro da família EQ exclusivamente elétrica é um SUV de cinco ou de sete lugares, solução pouco frequente no segmento. Mede 4,68 m de comprimento, por isso a segunda fila conta com regulação longitudinal por partes, função que permite jogar com a capacidade da mala de até 1710 litros rebatendo todos os bancos.
O EQB será vendido em versões com tração dianteira ou integral 4Matic. De momento só está à venda a versão 350 4Matic com 292 CV, bateria de iões de lítio de 66,5 kWh e autonomia de até 418 km; admite carregamento em corrente contínua (CC) de 100 kW. O navegador tem uma função inteligente que otimiza a temperatura da bateria quando nos aproximamos de um ponto de carregamento programado para que este seja feito em condições ótimas. O preço é de 59 149 euros.

MG Marvel R

É verdade, a MG já se vende em Portugal através do concessionário JOP no Porto, e a marca, agora detida pelos chineses, tem no seu portfólio este Marvel R, uma espécie de super-herói com 4,67 m de comprimento e três motores elétricos, sendo que dois estão atrás para uma potência conjunta de 288 CV. Conta ainda com uma versão de tração traseira que prescinde do motor dianteiro. A autonomia é superior a 400 km, acelera dos 0 aos 100 km/h em 4,9 segundos e alcança os 200 km/h. Ligado a CC, carrega 80% em meia hora. Tem preços desde 40 187 euros.

Nissan Ariya

Em setembro, a Nissan vai lançar um elétrico que pretende cativar pela diferença. Chama-se Ariya e é um crossover de 4,60 m de comprimento. Ao seu original desenho exterior acrescenta um habitáculo amplo e minimalista, e uma bagageira que oscila entre os 468 litros das versões de tração dianteira e os 415 litros dos de tração traseira. Este último conta com um segundo motor elétrico no eixo traseiro. Contempla dois tipos de bateria, com 63 e 87 kWh de capacidade e cinco níveis de potência: 217, 242, 278, 306 e 394 CV. A autonomia varia entre os 360 e os 500 km, de acordo com a combinação escolhida. Admite carregamentos de até 130 kW e rodeia-se de tecnologia avançada como o sistema ProPilot que permite condução autónoma nível 2 ou a integração do Amazon Alexa. A Nissan divulgou os preços do Ariya, mas sem IVA, imposto que é dedutível para as empresas: Ariya Advance — 40 244 € + IVA; Ariya Evolve — 47 561 € + IVA; Ariya Evolve e-4ORCE — 50 407 € + IVA.

Skoda Enyaq iV

Carroçaria SUV, 4.65 m de comprimento, habitáculo amplo e bem aproveitado e uma bagageira básica de 585 litros. Está muito bem-apresentado e equipado. Assim é o Enyaq iV, primo irmão do VW ID.4 com o qual partilha a plataforma e a tecnologia. Conta com duas versões, 60 que debita 179 CV, com bateria de iões de lítio de 58 kWh e autonomia de 412 km, e o 80, com 204 CV, bateria de 77 kWh e 535 km de autonomia. A versão mais potente admite carga de até 125 kW, operação que enche 80% da bateria em 38 minutos. A tração é traseira, ainda que vai completar a gama com versões de 265 e 306 CV, estando a última associada ao nível de equipamento V RS dotado de tração integral. No equipamento, propõe um surpreendente sistema de estacionamento remoto acionado a partir do smartphone, faróis matriciais em LED e um amplo elenco de assistente à condução. Preços a partir de 39 670 euros.

Tesla Model Y

O SUV de acesso à gama Tesla é este Y que mede 4,75 m de comprimento e é, em conjunto com o EQB, o único a disponibilizar sete lugares. Está à venda em duas versões ambas com tração integral porque integra dois motores elétricos, um por eixo: o Long Range anuncia um raio de ação de 505 km e o Performance reduz este valor para os 480 km, mas melhora o rendimento. Alcança os 241 km/h de velocidade máxima. Desfruta de uma avançada tecnologia no que diz respeito a assistentes de condução e uma rede de carregadores específica capaz de repor em 15 minutos energia para percorrer 270 km. Preços desde 66 990 euros.

Volkswagen ID.4

Este SUV elétrico e 4,58 m de comprimento é desenvolvido sobre a avançada plataforma MEB do Grupo VW, com cinco lugares e bagageira de 543 litros. Disponível a partir de 46 763 euros, a sua gama é considerável e contempla cinco níveis de potência, entre os 149 e os 299 CV e duas baterias de 52 e 77 kWh, A autonomia pode ser de até 521 km. São todos de tração traseira, exceto a versão mais potente denominada GTX, que conta com tração total e tem um aspeto mais desportivo. O ID.4 pode ser carregado em pontos de até 125 kW, tem nível 2 de condução autónoma e pode receber atualizações online OTA para melhorar as aplicações instaladas.

Publicidade
ÚLTIMA EDIÇÃO
Publicidade
Error, no Advert ID set! Check your syntax!