Portada » Atualidade » Citroën Ami: o veículo elétrico que se pode conduzir sem carta a partir de 19,99 € por mês

O modelo avança uma nova forma de mobilidade urbana.

A Citroën prometeu recentemente um novo automóvel elétrico e acabou de cumprir, com um modelo que é totalmente diferente de tudo o resto. A marca francesa quis entrar com força no segmento dos micro-carros com um modelo revolucionário em termos de design, prestações e, sobretudo, preço: o Citroën AMI.
Inspirado no protótipo apresentado há um ano, o Citroën AMI é um carro muitp pequeno e simples. As suas dimensões são ultra-compactas, com 2,40 metros de comprimento e um diâmetro de viragem das rodas de 7,20 metros que simplifica os trajetos urbanos e o estacionamento. A carroçaria, por sua vez, é de plástico e as partes dianteira e traseira são idênticas, adotando um padrão simétrico muito inovador.

Carregamento como um telemóvel

A Citroën pretende que o Ami seja acessível a todos, fácil de usar e de carregar, como se fosse um eletrodoméstico ou um telemóvel. A sua batería pode ser carregada em apenas três horas utilizando uma tomada convencional de 220 V. A bateria é de iões lítio com capacidade de 5,5 kWh e está localizada por baixo do piso do veículo, podendo oferecer uma autonomia de até 70 km.

Além de uma tomada convencional, este novo Citroën elétrico também pode ser carregado num posto da rede pública, sendo necessário utilizar um cabo adaptado. Com o Ami é possível aceder a todos os pontos da cidade e a mobilidade é total em locais poluídos ou em zonas de baixas emissões.

Pode ser conduzido com licença de ciclomotor

Este novo modelo está classificado como quadriciclo ligeiro, um automóvel sem carta, bastando a licença de ciclomotor para o conduzir. Isto abre o leque de utilizadores aos condutores jovens (a partir dos 16 anos), que passam a ter outra alternativa para se movimentarem na sua cidade sem restrições.

O Ami não tem embraiagem e a sua aceleração é instantânea no arranque. Além disso, permite circular a uma velocidade até 45 km/h. É silencioso, confortável e permite viajar condutor e acompanhante.

Duas opções: compra ou aluguer

Além das suas amplas possibilidades de personalização, com 6 packs de acessórios de cor disponíveis, também se pode adquirir ou usar “à medida”. Está pensado tanto para as frotas de carsharing, aluguer ou compra, para se adaptar em função da necessidade de cada cliente.

Em todos os casos, o Citroën Ami quer ser um automóvel atrativo e exequível. É possível alugá-lo a partir de 19,99 €/mês, partilhá-lo (carsharing) por 0,26 € por minuto (com o Free2Move) ou comprá-lo a partir de 6.000 euros, já com descontos (preços para o mercado francês). Estamos perante um preço de venda muito inferior ao dos outros quadriciclos ligeiros elétricos que atualmente estão à venda.

À venda só pela Internet

As inovações não acabam aqui, já que o Ami é um carro nascido na era da Internet e, portanto, só pode ser adquirido online. A Citroën afasta-se assim da forma de distribuição tradicional e opta por um ecossistema exclusivamente digital na página oficial para realizar todas as fases de compra do veículo: apresentação, configuração, pedido de ensaio, encomenda, pagamento e entrega no domicílio.
Além disso, a Citroën estabeleceu acordos de colaboração com cadeias de lojas como a Fnac para aí poder comercializar o seu automóvel, embora, de momento, esta opção só esteja disponível em França.

Citroën Ami: caraterísticas técnicas

Comprimento: 2,40 m
Largura: 1,39 m (sem retrovisores)
Altura: 1,52 m
Diâmetro de viragem entre muros: 7,20 m
Peso sem bateria: <425 kg
Peso total com bateria: 485 kg
Bateria: 5,5 kWh

Acrescentar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ÚLTIMA EDIÇÃO
Siga-nos no Facebook